Cansada de candidíase? Entenda o que é, como evitar e tratar

A candidíase vaginal afeta milhares de mulheres por ano causando dores, queimação, coceira, vermelhidão e corrimento. Esse desequilíbrio da flora vaginal é causado pelo fungo Candida albicans e tem várias formas de se desenvolver

Levanta a mão que mulher nunca teve que lidar com isso: a vagina ardendo na hora de andar, uma dor gigante quando precisa sentar e uma coceira que você só consegue pensar no que está acontecendo lá embaixo.

É, essas são as principais características de uma condição que chamamos de candidíase. Apesar de ser a mais famosa e afetando, segundo a Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (Sogesp), 75% das mulheres, existem também a outras condições como vaginose bacteriana, vulvovaginite e vulvite.

Elas apresentam sintomas parecidos, mas são causadas por agentes diferente. 

O que essas condições têm em comum é que surgem por um desequilíbrio na flora vaginal que pode ser causado por diversos fatores, incluindo a falta de higiene íntima, questões emocionais, excesso de sol e piscina e mudanças de pH.

Venha entender mais o porquê nós próximos tópicos.

Qual a importância da higiene íntima? 

A região íntima da mulher é sensível e merece um cuidado especial. Além de ter um pH específico, é uma área sujeita a acumulo de resíduos que podem prejudicá-la. 

Ao fazer a limpeza correta, nós eliminamos suor, células mortas, resto de urina, fezes e resíduos de papel que acumulamos ao longo de um dia. E depois do sexo também é importante, eliminando possíveis bactérias e esperma.

Por exemplo, aquele odor desagradável que às vezes sentimos vem do esmegma, resultado da combinação de células epiteliais, óleo e gordura genital. 

Durante a menstruação, nossa vagina sofre ainda mais. Ela fica em um ambiente fechado, úmido, no calor e em contato direto com sangue e algodão. Ou seja, o lugar perfeito para proliferação de micróbios - isso se você ainda usa absorventes descartáveis.

Nessa época é recomendado que a região íntima seja lavada mais vezes ao dia, mas se não for possível, troque de absorvente de 3 em 3 horas ou opte por uma opção mais higiênica, segura e econômica, como nosso coletor menstrual Feminist. Clique aqui e veja a importância dele para nosso corpo. 

Além disso, a mudança de pH da nosso corpo também é grande causadora dessas condições, pois desequilibra a flora vaginal e permite a proliferação de microrganismos.

Mas o que o pH tem a ver com a saúde íntima?

Dói demais, né? via GIPHY

A importância do pH 

A sigla pH quer dizer “potencial hidrogeniônico”. É uma escala que mede a acidez de uma solução. 

Na região íntima, o pH é ácido, por volta de 3,8 a 4,5, e serve como defesa para o corpo, pois a maioria dos microrganismos não conseguem viver e se reproduzir em escala perigosa nessas condições. 

Porém, algumas coisas podem alterar esse pH, aumentando a proliferação de bactérias e fungos causando candidíase e outras doenças comuns na região vaginal.

Como posso prevenir essas doenças? 

Muitas vezes a mudança de pH acontece sem a gente perceber, o que dificulta saber o que não fazer para evitar essas condições. 

Mas, uma mudança fácil que você pode aplicar na sua vida agora é começar a usar nossos Sabonetes Curandeira de Melaleuca na região íntima! 

Os Sabonete Curandeira de Melaleuca são vendidos em duas versões, líquido ou barra, e apresentam 3 componentes principais naturais que potencializam o cuidado íntimo e respeitam a flora da região:

  1. Óleo de melaleuca: retirado da Melaleuca alternifolia, da família botânica Myrtaceae (mesma da jabuticaba), o óleo é conhecido por ser antibacteriano, antifúngico, antiviral, anti-inflamatório e analgésico;
  2. Barbatimão: conhecido por suas atividades terapêuticas como cicatrizante, bactericida e fungicida. Possui propriedades adstringentes que se devem a compostos químicos chamados de taninos. Alguns estudos sugerem que ele inibe o crescimento da Candida albicans, fungo causador da candidíase. Isso ocorre pela ação dos taninos sobre a integridade da parede celular da levedura, afetando e inibindo o seu crescimento no organismo;
  3. Arnica: As propriedades curativas e os benefícios que a arnica traz ao nosso corpo já são conhecidos há muitos séculos e vem sendo usada cada vez mais na medicina moderna. O que atrai na arnica é seu potencial anti-inflamatório, comprovadamente efetivo, para além do seu uso consagrado como cicatrizante. Também é reconhecida em suas ações antisséptica e analgésica, tônica e estimulante.

Compre já o seu clicando AQUI

Esses componentes realizam uma assepsia natural, além de purificar, hidratar e elimina odores. Não alteram o pH da vagina, evitando qualquer proliferação de microrganismos, não causam secura nem irritação.

Eles são hipoalergênico, uma de suas características mais importantes! Os sabonetes normais tem mais química por terem perfume e, às vezes, cor artificiais. Esse componentes químicas podem ser os causadores de muitas alergias. 

A arnica, o óleo de melaleuca e o barbatimão são naturais e a composição dos sabonetes foi pensada exclusivamente na saúde feminina.

Você pode escolher o sabonete líquido também. Clique AQUI

O sabonete que você usa para o corpo são alcalinos, ou seja, menos ácidos que a região íntima. Eles podem causar mudança do pH, diminuindo as defesas naturais, e ressecam a pele.

Muitos desses sabonetes comuns também são antissépticos, matando grande quantidade de bactérias  E NÃO É ISSO QUE QUEREMOS. As bactérias também compõe a flora íntima de maneira equilibrada! É o desequilíbrio que causa a candidíase, por exemplo.

Eles têm ação detergente, que retira demais a gordura da região, outra forma importante de proteção da região íntima da mulher.

O que mais posso fazer para manter minha saúde íntima?

Usar nossos sabonetes desenvolvidos especialmente para a saúde feminina já é um grande passo para evitar essas doenças comuns e - MUITO - incômodas.

Mas, além de mudar esse hábito, você também pode optar por:

  • Não usar calcinha na hora de dormir; 
  • Não usar roupas tão apertadas e por muito tempo;
  • Se você ainda usa absorvente de algodão, troca de 3 em 3 hora - ou conheça uma nova forma de menstruar: o nosso coletor menstrual Feminist
  • Lave bem seus vibradores e brinquedos depois de usar, para que eles não virem uma colônia de bactéria. Solineuza é o higienizador de brinquedos eróticos ideal para isso. Confira aqui;
  • Utilize lubrificante! Além de melhorar a penetração, ele impede que o “vai e vem” cause fissuras na região íntima e, consequentemente, alguma dor ou infecção. Nosso Lubri&Deliz foi desenvolvido pensando exclusivamente no prazer feminino e, além de lubrificar, hidrata também!
  • Depois de uma noite gostosa de sexo com o boy/girl, faça xixi e, se possível, lave a região, assim você elimina resíduos de camisinha e esperma, impedindo que as bactérias causem uma infecção de urina, por exemplo.

Outras vantagens do Sabonete Curandeira de Melaleuca

Como esses sabonetes foram desenvolvidos pensando na higiene íntima feminina de qualidade, eles purificam, hidratam e eliminam odores. Eles podem ser usados todos os dias e te deixam com aquela sensação de frescor por mais tempo.

Você vai se sentir muito mais leve via GIPHY

5 passos para uma higiene íntima perfeita

A lavagem deve ser feita apenas na parte externa! Você vai precisar de: um banho gostoso, um mão e um dos nossos sabonetes específicos para a região íntima. Você pode comprar clicando aqui.

  1. Siga sua rotina de banho normalmente;
  2. Na hora de passar o sabonete normal, não esqueça de pular a região íntima; 
  3. Se o seu sabonete for líquido, aplique a quantidade que você achar necessária na mão, esfregue na outra até fazer espuma e aplique na vulva e nas dobras formadas pelos grandes e pequenos lábios
    Se seu sabonete for em barra, esfregue até formar espuma, não leve a barra diretamente na região, e aplique na vulva da mesma maneira. Ele também pode ser usada na região anal!
  4. Deixe agir de 1 a 2 minutos para restaurar o pH depois de um dia cheio;
  5. Enxague e seque normalmente.

Conheça mais sobre as doenças da flora vaginal  

Os componentes dos nossos sabonetes Curandeira ajudam a preservar a flora vaginal e o pH da melhor forma, mas a prevenção dessas condições também está atrelada a outros fatores que falamos lá em cima.

O clima, o abafamento da região, queda de imunidade, uso de remédios como antibiótico e até o material da calcinha que você usa influenciam na proliferação dos microrganismos que causam essas complicações. 

As doenças causada pela mudança da flora vaginal são: 

  • Candidíase é causada pelo fungo Candida albicans ou Monília quando o pH da região fica mais ácido que o normal. Isso pode acontecer por conta de uma baixa de resistência do organismo ou da vagina. Os sintomas são corrimento esbranquiçado, coceira, escoriações na região vulvar, coloração vermelha na vagina e ardência.
    A candidíase também pode ser de repetição, quando acontece com mais frequência. Ela pode ter causas emocionais e deve ser tratada com ginecologista e terapeuta.
    Tratamento: identificação da causa para evitar próximas vezes a administração de medicamentos antifúngicos via oral ou pomada.
  • Vaginose bacteriana é causada pela bactéria Gardnerella Vaginalis quando o pH da região fica alcalino. Os principais sintomas são corrimento branco–acinzentado e odor fétido
  • Vulvovaginite, irritação na vulva e vagina, e vulvite, irritação na vulva, podem ser causadas pela mesma bactéria que origina a candidíase.

_________________________________________________________________

As informações sobre higiene íntima e o uso de sabonetes íntimos foi tirada dos vídeos da Dra. Laura Lucia, do canal Saúde da Mulher com Dra Laura Lúcia. “Higiene íntima é a melhor forma de prevenção da saúde da mulher.”