Autoaceitação e sexualidade: qual a importância de se conhecer como mulher?

Na última quarta-feira (25/03), durante nossa live no Instagram, a terapeuta corporal tântrica Fabiana Midhori explicou como a autoaceitação está ligada à sexualidade da mulher e mostrou a importância da massagem tântrica e dos exercícios de autoconhecimento para nos aceitarmos como somos, mas sem cair no conformismo.

Você sabe o que significa autoaceitação? Apesar de ser uma palavra muito usada hoje em dia, poucas pessoas entendem o real significado dela.
Quando falamos de autoaceitação estamos nos referindo a um movimento de aceitar a nós mesmas como somos, respeitar nossas escolhas e sentimentos. Mas para isso você precisa dedicar um tempo a se conhecer de verdade.
Durante a live da Vibre, Mulher! no Instagram, a terapeuta corporal tântrica e uma das facilitadoras da TPM Tantra, Fabiana Midhori, conversou com a gente sobre autoaceitação e sexualidade, como uma coisa está ligada à outra.

“A sociedade é pautada por padrões e a gente não consegue se autoaceitar por que sempre tem alguém julgando a gente”

Nos aceitar como somos é uma luta diária e segundo Fabiana, não tem a ver com conformismo. Você deve aceitar suas escolhas do jeito que você é agora e mudar o que te incomoda. Mas para que a mudança não vire algo tóxico, demanda autoconhecimento. 

Se amar é tão gostoso (Imagem: Instagram @tpmtantra)

O nosso corpo 

Nosso corpo é alvo de julgamentos todos os dias, seja por pessoas de fora, seja por nós mesmas. Ele sofre, coitado. 

Para fazer as mudanças que você quer para ser feliz, primeiro deve entender porquê você quer essas mudanças e o que está te impedindo. Pode mudar, desde que seja por você, para você se sentir bem. 

Comer de forma exagerada apenas com escolhas ruins pode estar ligado à questões emocionais, por exemplo. “Comer para preencher um vazio”, como explicou Fabiana. “Você pode estar repetindo esse conceito de fazer escolher erradas em outros pontos da sua vida.”

Se você não está na perfeição hoje, tente olhar para trás e ver o quanto evoluiu de alguns anos para cá. E não se julgue por fazer o que acha certo. Entenda qual é sua vontade agora, mas saiba que ela pode mudar no futuro.

Nós amar é importante para que a gente consiga dar amor para o outro.

ouvra

Conheça todos os seus detalhes (Foto: Instagran @ouvra)

Sexualidade 

Não tenha medo de sentir vontade! Tudo bem querer transar várias vezes por dia, de se masturbar algumas vezes (ainda mais na quarentena do COVID-19), desde que isso te faça bem e não vire um excesso para esconder uma falta.

Para nos aceitar precisamos conhecer nosso corpo. Nas mulheres é ainda mais complicado, pois carregamos vivências que nos impedem se encarar o toque na região íntima como algo certo e bom. Quem nunca ouviu “tira a mão daí, menina. Não pode mexer”? 

A terapia tântrica é importante tanto para a questão sexual quando para nosso psicológico e corpo físico. 

Segunda Fabiana, muitas pessoas que praticam a terapia, ou até mesmo meditação, chegam a perder peso, pois o corpo responde aquele estímulo bom para ele, aquela ligação que você está fazendo consigo mesma. 

Seu corpo passa a ser protagonista e, durante a prática da terapia tântrica, essa sensação pode se materializar em um hiperorgasmo.

Hiperorgasmo 

Nesse tipo de orgasmo, a mente não está mais controlando o seu corpo, você vira só uma sensação. 

São frações de segundo que você sente isso e nesse momento você dá ao corpo a possibilidade de ressignificar o sexo, a sexualidade e o orgasmo.

Cuidado com seus pensamentos: eles fazem parte de você (Foto: Instagram: @tinamariaelena

Disforia

Disforia é um outro nome para depressão, aquela tristeza que sentimos, às vezes, sem entender o porquê. 

Graças às redes sociais, temos contato com a vida de muitas pessoas, desde famosos até colegas de trabalho. Parece que todo mundo está sempre no melhor momento da vida, né? 

Precisamos entender que ninguém está feliz todos os dias, mas que também não é da nossa natureza exaltar os nossos fracassos. 

“É normal não estar feliz toda hora.” 

Mas para que a gente consiga alcançar essa felicidade e dar amor ao próximo, precisamos nos amar primeiro. 

Segundo Fabiana, uma doença é quando tem algo de errado com nosso corpo e isso inclui nossos pensamentos. Se pensamos apenas coisas negativas sobre nós, o corpo vai reagir dessa forma.

“Precisamos tomar cuidado com o que pensamos sobre a gente. E se amar, mas não se conformar.”

Se você está em um relacionamento ruim que não consegue se desligar da pessoa, não pense que é uma derrotado e que não tem coragem; pense que você chegou até aqui com o que você tem, já conseguiu olhar para esse problema e agora vai ver o que pode fazer para mudar isso.

Você é toda sua (Foto: Instagram @tinamariaelena

Como praticar o autoconhecimento?

Fabiana deu 4 dicas para as mulheres praticarem o autoconhecimento todos os dias.

  • Não se comparar;
  • Reconhecer as coisas boas em você;
  • Busque conteúdos de pessoas reais;
  • Faça atividades que te dão prazer. 

O que é a TPM Tantra?

Tantra Para Mulheres é um vivência de 3 dias em um retiro apenas para mulheres. Lá, quem participa encontra apoio para se reconectar com sua essência ressignificando: 

  • a menstruação;
  • a fertilidade;
  • as emoções;
  • os ciclos que envolvem ser mulher
  • o corpo e as memórias ligadas a ele.

Os principais benefícios são:

  • O reequilíbrio da produção de hormônios;;
  • Melhor compreensão e aceitação de si mesma;
  • Conexão com seu corpo e com a sua natureza cíclica feminina;
  • Empoderamento e despertar da sexualidade;
  • Dissolução de traumas e padrões repressores;
  • Melhoria significativa da libido e em todos os níveis relacionais;
  • Tonificação e desenvolvimento do assoalho pélvico e do aparelho genital;
  • Ressignificação de casos de abuso.

Para saber mais, siga a Fabi no Instagram @midhorix e a @tpmtantra! E confira ai embaixo como foi a live!