Anal sem dor: porquê devemos evitar o uso de anestésicos no cuzin

A estimulação anal, tanto no sexo quanto na masturbação, é cercada de tabus e lendas. Nós já falamos sobre a melhor forma de “fazer anal” aqui no blog, mas hoje vamos falar do uso de anestésicos, como a xilocaína, nessa prática!

O ânus é cheio de terminações nervosas capazes de nos dar muito prazer, mas só se for estimulado e preparado da maneira certa. Algumas pessoas acham que, ao anestesiar o ânus, a dor vai embora e poderá aproveitar melhor. Mas, dessa forma, você pode estar causando mais mal do que bem.

Segundo a ginecologista, obstetra e sexóloga Eriká Mendonça, ao usar anestésicos no ânus, as chances de trauma, lesão e fissura aumentam, pois a pomada não permite a percepção que um machucado possa estar acontecendo.

Segundo a doutora, alguns pontos fundamentais para um anal sem dor, mas consciente, são:

  • a mulher deve estar extremamente excitada e querer aquilo;
  • a posição deve ser confortável, de preferência muito apoiada;
  • lubrificante em abundância sempre a disposição;
  • usar dessensibilizantes que ajudam a diminuir qualquer incômodo ou dor que possa acontecer;
  • brinquedinhos devem ter stopper, algo que impeça de entrar totalmente no canal e você possa segurar, pois o ânus “não tem fim”;
  • se for com um parceiro, não ir direto com o pênis, SEMPRE USAR CAMISINHA e você controla a velocidade;
  • não usar a mesma camisinha para penetração anal e vaginal;
  • depois da estimulação, fazer banho de assento com lavanda ou chá de camomila para evitar fissuras e hemorroidas.

Aqui na Vibre, Mulher! temos uma página exclusiva para produtos que ajudam a estimulação anal a ser mais prazerosa e sem incômodos. Confira nossos produtos e, se quiser, experimente o prazer anal! Você pode se surpreender com as sensações. 

Ah, e é sempre bom lembrar!

  1. Anal não é presente ou recompensa! Você precisa querer de verdade, ou pode sim ser incômodo;
  2. Estimulação anal tem cheiro, cor e gosto!

Leia também:

Conheça as causas da secura vaginal e como tratar esse ressecamento

Masturbação para virgens: veja dicas para se masturbar sem penetração

Cansada de candidíase? Entenda o que é, como evitar e tratar